Auto-Mutilação

Oi galerinha, hoje vim trazer um assunto muito comentado no mundo, algumas pessoas não vão gostar da postagem. (Contém fotos de cortes).Vamos Conferir ?


Auto mutilação refere-se a comportamentos onde demonstráveis feridas são autoinfligidas. A maioria das pessoas que se auto mutilam estão bastante conscientes de suas feridas e cicatrizes e tomam atitudes extremas para escondê-las dos outros. Eles podem oferecer explicações alternativas para suas feridas, ou tapar suas cicatrizes com roupas. A pessoa que se auto mutila não está, usualmente, querendo interromper sua própria vida, mas sim usando esse comportamento como um modo de cooperação para aliviar dor emocional e desconforto.


 Meu Relato:

Eu comecei em casa, uma amiga minha me falou sobre isso e eu fui na venda e comprei um Gillette e como nesse dia eu atirei a meu braço e continuava todo dia, até que um dia eu resolvi fazer na minha coxa e fiz uma merda na minha coxa, por que eu enfiei o Gillette muito fundo.
Quando você começa a se cortar é um vicio, sempre que eu me sinto oprimido,pirraçado eu vou até o lugar onde guardo o Gillette e me corto.
Certa vez no colégio, uma garota da minha sala viu meus cortes no braco e gritou para a professora, imediatamente eu fui chamado na secretaria da vice diretora (simplesmente eu adoro ela) e ela me falou tanta coisa que ela sofreu e nunca fez isso, e ela me pediu pra não fazer mais isso.
Quando eu fui tomar um banho minha mãe viu os cortes na minha coxa e no outro dia ela me levou na psicóloga e fiz tratamento. ela me falou que eu tinha bipolaridade e pediu pra eu não fazer mais isso, porque um cortes,depois dois e vai até você não aguentar e morrer.
Eu parei por umas semanas,e dias atras eu fui oprimido nas ruas da minha cidade, fui em casa e  peguei dinheiro e fui comprar um Gillette, tive que esperar minha mãe sair pra eu me cortar.
Até hoje eu estou me cortando e estou tentando parar, pois acho que virou um vicio pra mim.


12 comentários:

  1. Oi tudo bem?
    Eu já passei por isso, realmente é um vicio. Estou a quase um ano sem me cortar o que é muito bom pra mim, eu me cortava por punição, por coisas ruins que eu fazia então eu me punia. Muitas pessoas tentaram fazer eu parar e eu não parava, continuava me cortando e indo mais fundo porque realmente não queria viver mais. Sofri muita coisa, até que um amigo meu me convenceu, conversou cmg e fez eu parar de me cortar. Hoje não acho isso uma besteira mas as pessoas não devem fazer isso no proprio corpo e nem você, você deve parar porque quando perceber o quão isso é doloroso não só fisicamente mas emocionalmente pra você e pras outras pessoas pode ser até muito tarde. Não sou a melhor pessoa pra falar pra você parar, mas pense e reflita sobre isso... Hoje eu sinto vontade de voltar a fazer isso mas eu mesma me impeço disso... Eu te entendo ~hug~ Fica bem ta?
    xoxo // Candy Bomb

    ResponderExcluir
  2. Meu primo querido, você é muito mais que aqueles idiotas te fazem acreditar. Você pode e vai enfrentar seus limites, sempre haverá obstáculos na vida, e eu acredito que se auto mutilar não resolve (minha opinião). Nunca me cortei, mas conheço seus problemas e seus motivos. Contudo, esses períodos passam, você vai ter um ótimo futuro, cheio de alegrias e nem se lembrará disso. Te amo, e pode contar comigo <3

    ResponderExcluir
  3. Isso é bem sério mesmo, eu nuca me cortei, mas entendo as pessoas que fazem isso, deve ser muito doloroso achar esse tipo de saída para as coisas difíceis. Já vi relatos de amigos, e eles contam como sofreram tanto física e psicologicamente. É bem tenso, tanto para as pessoas que praticam quanto para as outras que convivem e sabem o que está a acontecendo e não podem fazer nada. Graças a Deus uma boa conversa na maioria das vezes resolve, mas é muito tenso.
    Bjs!
    http://umlevecodinome.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá amor tudo bem? Olha este assunto é muito delicado e acredito que ninguém pode julgar a pessoa que faz isso, pois acredito que tem pessoas que fazem coisas muito pior. O problema da mutilação é que a pessoa que se corta usa este meio para aliviar algo que está doendo em si, e o outro problema é que só quem se corta sabe o que é e como sofrem. Eu sinto pena e até gostaria de ajudar de algum modo mas sei que nada ajuda, é bem triste mas espero que quem passa por isso melhore e não precise disto para se sentir melhor =/

    Beijos linda, qualquer coisa estou aqui <3

    ResponderExcluir
  5. Primeiramente: ninguém se corta quando sabe os riscos. Sabe, existem vários momentos da vida que você quer desistir, alguém fez algo pra você e você fica triste e etc. Pois bem, existem várias formas de você expressar sua tristeza ou tentar reprimi-la. Uma coisa que sempre tento é ir ler. Outra é ficar no computador. Outras coisas são escrever, ouvir música, passear, enfim, tentar ser feliz, não se enfiar em um mundo de masoquismo. Você disse que uma amiga sua falou sobre isso. Pois bem, e se ela não tivesse dito? Você provavelmente nunca teria feito e no fim teria arranjado outra forma de esquecer a realidade que não afetasse você. Veja bem. Você nunca teria se cortado se não tivessem dito sobre isso.
    A segunda coia é: existem momentos que precisamos tomar nossa própria decisão. Eu sei que as pessoas que se cortam sofrem, e sofrem muito, mas alguns momentos de nossa vida estão cheios de indecisões no ar e você precisa criar a ordem entre essa confusão.
    Um aviso.
    Um dia, você precisará tomar essa decisão.
    Eu nunca fiz isso, e acho que provavelmente nunca farei, porque tenho medo até de agulhas, imagina ficar me cortando... Sei lá, não conseguiria fazer isso.
    Pense no que lhe falei.
    photo-and-coffee.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oe, nossa cara, eu fiquei com muito horror do gif ahsuha, tipo, eu não gosto de ver as pessoas se machucando, me da agonia ç.ç
    Eu não entendo porque as pessoas quando estão triste, sofrendo, com problemas desconto seu ódio, sua raiva, sua tristeza em si mesma, ao invés de conversar com alguém,desabafar ou até mesmo, morder o travesseiro.
    Sei que essas pessoas muitas vezes fazem isso sem pensar e acham que isso pode amenizar o sofrimento, e nem ligam que vai doer ou não, porque tem uma frase mais ou menos assim: "Palavras machucam mais que feridas (ou um tapa na cara)"Muitas vezes as pessoas sentem muito mais dor por dentro do que fora, e elas precisam tentar parar de se machucar e procurarem se controlar, porque muitas pessoas podem até morrer dessa forma.
    Eu já pensei muitas vezes em me mutilar e eu acho que as vezes me mutilo involuntariamente,como por exemplo coçar o meu braço até fazer feridas e arder, depois que eu vi que a cicatriz que ficou no meu braço nunca mais vai sair, eu comecei a pensar melhor e parar com isso, até mantenho as minhas unhas curtas, mas as vezes eu fico com muita raiva e começo a me coçar com forma, fazendo várias feridas pelo meu corpo, as vezes sem querer.
    Mas, na maior parte do tempo, dou socos no coxão e mordo o travesseiro, desconto a minha raiva, o meu sofrimento, sem me machucar.
    Sei como você se sente com isso, tente parar, sei que é um vicio e nem sempre conseguimos largar tão fácil, como as pessoas largam as drogas.Igual os dependentes, largam as drogas, bebidas, mas logo voltam ao vicio novamente, tente em vez de se cortar, descontar o seu sofrimento em um papel, escreva tudo o que sente, amasse, rasque a folha, faça o que quiser, até mesmo rabisque com força, tente encontrar coisas que você possa "destruir" para que não destrua a si mesma.
    Beijos!
    ||Crazy Cake ||

    ResponderExcluir
  7. confesso que nunca tive ninguem ao pé de mim nem nada que fizesse isso. Também se tivesse não saberia mesmo como lidar.
    xoxo
    BLOG // FB PAGE

    ResponderExcluir
  8. Nossa, auto-mutilação é um assunto muito sério e sem dúvidas, merece mais conhecimento das pessoas, sabe?! Porque qualquer coisinha, vão dizer "ai, mas existem pessoas em situações muito piores e tão aí sorrindo e lutando", só que ninguém sabe o que se passa na cabeça de ninguém, nem nós mesmos nos entendemos as vezes, até parece que um outro alguém vai entender. Ninguém sabe o tamanho da dor de cada um.. Eu entendo que todos tem problemas e o que nos diferencia é a maneira de como encaramos eles. Enfim, gostei do seu post e se cuida hein <3

    Beijos, http://quebrarosilencio.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Nossa, é horrivel, uma situação muito dificil.. nunca passei por isso e graças a Deus nenhum amigo meu nunca fez isso, mas entendo que seja uma coisa muito complicada !

    Beijos, te espero lá no meu blog <3
    www.paaradateen.com
    www.facebook.com/PAARADATEEN

    ResponderExcluir
  10. Olá
    bom, sobre minha experiencia com esse assunto eu prefiro nem comentar. Mas posso dizer que entendo bem sobre isso. Sempre tentei ajudar as pessoas ao meu redor que passaram e passam por isso, mas também vi pessoas bem próximas fingindo fazer isso para chamar a atenção e vi pessoas fazendo piada da situação. É um assunto complicado, complicado demais, delicado, e muito julgado.
    Acho que epssoas que fazem isso, merecem ajuda, precisam de ajuda e não de mais julgamentos para continuarem com isso...
    Uma vez... (falei que não ia me colocar no meio mas ja coloquei)...um amigo, que eu amava mais do que tudo, mais do que como um amigo...descobriu que...bom, eu passava por isso, e ele disse que sempre que eu pensasse em fazer isso, era para e imaginar que meu braço, meu corpo...era ele, eu o machucaria?jamais! então sempre que estava prestes a fazer algo assim, eu lembrava dele, mesmo sem querer...enfim, não sei se quer e nem sei se... é o que entendi...mas sabe, não nos conhecemos, porem se precisar de algo, eu te passo meu wpp e a gente conversa...ok? se cuide, beijos
    http://isah-cerejasvoadoras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Isso é um assunto importante. Tem pessoas que julgam e até dizem que é uma "frescura", mas oque eu costumo dizer é que ninguém entende. Até as pessoas que dizem entender, muitas vezes não entendem. E sabe porque? Porque elas não passaram pelo mesmo problema que você, não sentiu a dor que você sentiu, por isso não entendem. Temos dores emocionais diferentes. Mas tentamos nos ajudar. É uma situação difícil... Espero que fique bem! Se cuide, beijos!

    sonho-oriental.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Oi! Comigo aconteceu parecido!
    Comecei por curiosidade, não estava bem e era mais um passatempo.
    Comecei com vidro, quebrei um copo e juntei os caquinhos, com o tempo vi que os cacos faziam muita sujeira: cicatriz grande e as vezes ficavam pedacinhos no corte que eu tinha que tirar com pinça.
    Então decidi aprimorar abrindo uma gilete pra pegar a lâmina, aí começou o vício, porque a gilete dá um corte mais limpo, cicatriza mais fácil.
    Minha irmã viu meu pulso, como ela era bem criancinha, dei a desculpa que tinha caído e raspado. Como criança é complicado, não deu 1 minuto ela já tinha contado para minha mãe que eu estava com o pulso cortado. A história da queda não funcionou com a minha mãe, OBVIO.
    Minha mãe não fez alarde, só me ameaçou: se você não parar, conto para seu pai. Eu não queria que ninguém soubesse, então comecei cortar a coxa, era verão, não dava pra usar manga longa no verão.
    Na coxa também fiz merda, cortei fundo demais, conseguia ver a camada de gordura da pele, precisava de pontos mas tive muita vergonha de ir no hospital e tratei do corte eu mesma. Com esse corte parei de me cortar, mas a vontade não passou. Fazem 6 anos que não me corto, quando tenho muita vontade penso mil vezes antes, nas cicatrizes que ficaram no braço esquerdo e na coxa e como eu tenho vergonha de usar biquini porque todo mundo pergunta como eu ganhei a cicatriz. Usar uma borrachinha de dinheiro no pulso ajuda bastante também, sempre que sentir vontade de se cortar, puxa a borrachinha bem longe e solta (é um metodo mais clean - sem machucados visíveis, sem sangue e sem cicatriz).
    E é claro, procura um médico psiquiatra.
    Eu só tive coragem de procurar um psiquiatra esse ano e to usando dois medicamentos Lexotan e Exodus. Estão me ajudando bastante. Me sinto mais centradada e mais calma, antes eu perdia muito meu temperamento, era impulsiva. Agora estou me sentindo melhor.
    Sempre é bom ter alguém pra conversar. Se quiser conversar (ou qualquer pessoa), mandem um email pra mim arndtdaisy@gmail.com :)
    Beijos e fiquem bem <3

    ResponderExcluir